3 de jun de 2011

Uma troca de "bujão"

Levar meu automóvel à oficina é sempre algo tenso. Inevitavelmente acho que os mecânicos estão me enganando. Nesta manhã de sexta-feira, precisei levar o carro para efetuar a troca de óleo.

Por mais que os mecânicos pareçam sérios, não consigo parar de pensar que estão me passando a perna de alguma forma. É complicado ser leigo. O sujeito que retirou o óleo verificou que havia uma peça que, segundo a nomenclatura especializada, era um bujão [para mim era apenas um parafuso], e que estava "espanada".

Ele mostrou para um colega, que varria o chão da oficina, que era um pouco vesgo e aparentava ter o raciocínio um pouco lento:
"Olhe aqui... tá espanado. Acho que vai ter que trocar."
"Não..." - disse o outro, segurando a vassoura - "Isso aí é porque foi apertado demais. Acontece."

Indiferente à opinião do colega, o mecânico foi e trocou o tal bujão.
"Olhe como ficou melhor."
"Pra mim tá igual.", o outro disse.
"Que igual, que nada!"

Um terceiro mecânico se envolveu na conversa:
"Por que você ainda pergunta as coisas pra ele? Faz 15 anos que ele trabalha aqui e não sabe nada..."
"Ah, mas eu fico nervoso..." - disse.

Ficou nervoso porque eu estava ao lado escutando a opinião do outro que dizia não haver necessidade de troca da peça?

Foram só quatro reais a mais na conta da troca de óleo.
Mas fiquei acreditando mais no sujeito vesgo.
Eu sempre acho que os mecânicos estão me enganando...